segunda-feira, 9 de abril de 2007

ENTENDER O MUNDO




É preciso entender o mundo
Olhar as pessoas
Ter mais carinho
Vencer a desesperança
É preciso curar as feridas
Tratar estas chagas profundas
Acalmar corações perdidos

Mais do que além, para onde enxergas
É preciso fazer alguma coisa
Não apenas olhar o mar
É necessário mergulhar nele
Sentir que é possível
Trazer a este pequenino mundo azul
Um pouco de bondade
Algumas gotas de paz singela
Mudar o curso da história
Para que vençamos sim
Não apenas no hoje
Mas em tudo que foi lançado desde antes até agora

É preciso mudar as mentes
Para que o mundo seja, de fato, compreendido
É necessário investir na essência humana
Sublinhar as virtudes
Buscar nos ancestrais, o amor à Terra
É preciso viver além do horizonte
Para que se descubra, inegavelmente
Que somos livres como o vento

É preciso tocar as coisas
Adentrar no profundo
Amar, sabendo que o amor liberta
Que cada vida é um acontecimento
É necessário beber dessa água
Para purificar este mundo
Trazer de volta o que é nosso
Pois nós nunca deixamos de ser o que somos

É preciso entender o mundo
Conhecer outras histórias
Perpetuar o original
Manter-se nestas células primitivas
É necessário que a humanidade se supere
Que encontre o meio termo da compreensão
Que vislumbre existir depois da tempestade
Pois sempre há um raio de sol para cada um de nós
No momento seguinte, apenas ser feliz
Sem se esquecer de compreender este mundo