quinta-feira, 5 de outubro de 2006

OUTRO CAMINHO


Sou apenas mais um homem
Que observa a estrada
Que percorre o caminho

Se tu ainda não viste a estrada
E nem encontraste o caminho
Dá-me tua mão

Pois na vida que segue
Não há destino perdido
Ninguém caminha sozinho

Um comentário:

  1. Lendo este poema, meu coração paira na esperança de um dia, de fato, todas as pessoas deste planeta belo e azul possam, enfim, caminharem juntas.

    Parabéns Orlando, sua poesia é imensa e inesgotável.

    Forte abraço

    João Pedro

    ResponderExcluir