sexta-feira, 28 de outubro de 2005

Tuas Coisas


Teus dias serão para sempre
Como projetos de uma vida inteira
Tuas histórias serão perpetuadas
Como capítulos de um livro contínuo

Tua passagem não será lembrada
Pois você por mim jamais será esquecida
Tua beleza não é aquela que todos julgam conhecer
Mas é a que eu observo e desenho sob formas

Teu amor é inatingível
Me contento em ceder territórios de sentimentos para você
Tua vida, eu desejo viver por dentro dela
A fim de coexistir na plenitude por completo

Teus desejos são como ilhas
Envoltas por um mar de calmaria
E a maré do amar sabe como manter o nível de acesso até você

Um comentário:

  1. Mais um poema sobre o amor. Tema inesgotável e no qual você é mestre em expressar de forma perfeita os sentimentos que transbordam o peito de quem ama ou simplemente de quem ama o próprio amor.

    Beijos!
    Rosaura

    ResponderExcluir