terça-feira, 4 de outubro de 2005

Além do Amar


Quem sabe nas terceiras instâncias
Em que o vinho tenro e a alma torpe
Revigora a vontade de estar ainda aqui

Na ânsia de querer mais do que alento
Renega-se o fardo que vem alado
E mergulha-se no novo que vem com o tempo

Na insistência de amar no agora
Cauteriza-se a certeza de viver somente doçuras
Mesmo que a partilha não seja a tua

E embebido em mares de sentimentos mil
Advoga-se a esperança do amor eterno
E se descobre que o talento do amar
É mais duro do que suave, e mesmo assim,
Jamais o deixamos de querer tocar
E desejamos desejar...

7 comentários:

  1. Rapa muito massa as suas poesias.


    Abraços ae!

    ResponderExcluir
  2. Você é uma pessoa muito especial e que tem um magnifico dom, o de se expressar e mostrar verdadeiro sentimento nas palavras. PARABENS!!!

    Espero um dia conhece-lo pessoalmente para que assim vc possa fazer uma poesia sobre sua nova amiga, ou seja, EU!!!

    Bjim!! Raquel Silveira Neves

    ResponderExcluir
  3. Legal cara!!!Nunca tinha me falado de seu lado poético!continue assim sempre inspirado!!! Deus te abençor!!!

    ass:Enoque

    ResponderExcluir
  4. Olá Orlando!
    Apenas passei por aqui para te prestigiar e ver como está o teu blog. Parabéns!

    Abraços
    JP

    ResponderExcluir
  5. Dizer que admiro e gosto de você é muito pouco, porque uma amizade como a nossa merece mais, merecia ser descrita no infinito para que todos pudessem entender o que realmente ela representa na vida de cada um de nós, não sei se declaro, homenageio ou agradeço. Se eu fosse declarar, diria que sem você em meu caminho não haveria tantas coisas a contar, se fosse homenagear você, gostaria de lhe oferecer o brilho das estrelas e o caminho do calor do sol e você ficaria muito mais consciente desse meu gesto, mas prefiro agradecer, agradecer a Deus por sua amizade, dizer a ele que foi o melhor presente que recebi em minha vida, que você é realmente um ser iluminado que consegue trazer ao mundo um grande carisma e um grande companheirismo, você representa com nobreza a palavra amizade. Obrigada por fazer parte de minha vida!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Seus textos emocionam. Precisa ter muita sensibilidade e beleza interior, para escrever palavras assim. E ainda diz que são apenas divagações. Eu devaneio, devaneio e não consigo escrever nada tão lindo. Você tem muito talento, amigo.

    Beijos!
    Rosaura

    ResponderExcluir
  7. Eu precisava encontrar seu blog e ler esta poesia... estou estática, perplexa... a profundidade dos seus poemas é algo praticamente, permita-me dizer, espiritual. Não sei se já tinha lido poemas assim, mas agradeço por você existir nesta passagem, tive a sorte de ler algo único e que levarei comigo para o resto dos meus dias.

    Obrigado Orlando, não tenhas dúvida que és um poeta, um homem especial, que mostra ao mundo que o bem não é uma utopia, é só ler um dos teus poemas e ver que a fórmula é facílima e aplicável.

    Beijos

    Mara Senna

    ResponderExcluir