segunda-feira, 25 de julho de 2005

PASSAGEM


Em um rosto que não sorri
Em uma viagem feita ao partir
Longa espera por um momento não vivido
Como se agora tudo já estivesse decidido

Devolver ao tempo que se perde a chave que se acha
Como um resgate de uma passagem para trás deixada
Adentrar no mais profundo
Sem querer jamais racionalizar o mundo

Apenas desejar que o próprio destino
Nos presenteie com um corpo de homem e uma alma de menino

Nenhum comentário:

Postar um comentário